Universidade de Aveiro

Energias renováveis e os gambosinos!

Queria deixar um breve pensamento (e o primeiro deles, talvez…) que apareceu em “colaboração” numa aula de FTER I – Física das energias renováveis I – o qual queria registar para que todos pudessem desfrutar da coisa… 😀

Acontece que antes de implantar uma eólica ou um parque delas, é feito o estudo de diversos factores  como os custos, o impacto ambiental e outros mas que não são tão importantes como os gambozinos!

Energia renovável - eólicaFoto por heronlymedicine

O tão famoso bichinho do mato, já tem as suas rotas de migração definidas à milhões de ano. Com a passagem do tempo, a inteligência do mesmo foi-se degradando já não tendo capacidades para alterar algumas das suas rotas de “sobrevivência”.

Assim, é normal que os gambozinos estejam em vias de extinção e nunca ninguém os veja pois quando se deparam com uma eólica, não mudam de rota ocorrendo um choque fatídico contra o mastro da eólica. O choque tão violento que é, provoca morte instantânea! Boas pessoas que somos, não construímos parques para salvaguardar os bichinhos 😀

PS:

  1. Deixem de caçar gambozinos por favor!
  2. Dou 5€ a quem conseguir a foto de um…

Alguma info extra (porque todos nós aprendemos coisas novas a cada dia)

Segundo a wikipédia, um gambozino é:

Os gambozinos são seres imaginários que, segundo a superstição popular, vivem no campo, embora algumas espécies já tenham se adaptado e hoje também se possam encontrar nos recantos sombrios e húmidos dos parques de algumas cidades. No dicionário[1], são descritos como uma espécie de pássaros ou peixes, embora haja quem ache que possam ser parecidos com o pirilampo, com o dragão marinho (Phycodurus eques) ou com o ouriço. Há quem ache que são seres da família dos vegetais que vivem debaixo da terra; no começo do século XX…” resto do artigo

E eu a pensar que eram uns bichinhos fofinhos e peludos que viviam no mato…

O que pensam ser os gambozinos?

Anúncios
Standard

2 thoughts on “Energias renováveis e os gambosinos!

  1. Eu imagino-os como um ewoks, só que com dois corninhos e um grande, grande sorriso na cara com dentinhos afiados a impor respeito. Com um ar adorável, mas prontos para dar uma trinca no braço do próximo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s