Geral

Longas viagens de comboio

Quando comecei a escrever este post, não sabia que iria escrever tanto. Por esse motivo, sei que infelizmente metade das pessoas não o vão ler. Mas se puderem ler e puderem deixar um comentário, eu ficaria imensamente grato! É apenas uma pequena forma de saber que o meu trabalho é lido e talvez apreciado.

Devo dizer que viajar de comboio pode ser uma experiência muito interessante sobretudo quando nos pomos a olhar em volta a reparar nas pessoas que nos rodeiam.

Muitas pessoas possuem o aspecto mais “normal” possível sem nada de peculiar, enquanto outras se destacam por algum detalhe; seja porque vai a falar ao telemóvel e “fala” aos berros ou fala numa língua estrangeira, seja porque é uma mulher que vende queijadas no intercidades há mais de 30 anos, seja por ter um penteado maluco ou por qualquer outra coisa.

Fotografia por a href=

Fotografia por Ben Harris-Roxas

Devo dizer que acho as viagens em qualquer meio de tranporte muito secantes, seja de uma hora, como é o caso da viagem de comboio que faço de Pombal para Aveiro, a viagem de avião que mais meia-volta faço de Lisboa para Genebra (2h15) ou tantas outras que não vale a pena falar aqui. O interessante, é como as pessoas passam o tempo nessas “longas” viagens.

Quando viajo nos comboios, por vezes reparo nesse tipo de detalhes, seja quando vou para casa ou volto para a Universidade de Aveiro (Bela cidade, linda universidade!). Já me deparei com pessoas a falar ao telemóvel toda a viagem toda (mas nunca o fiz), a mandar sms (já, claro! :D), a conversarem com o vizinho (nunca, a não ser que seja um conhecido ou que tenha de dizer que está no meu lugar muito educadamente :D), a ler (já, mas pouco tempo pois fico mal-disposto depois de muito tempo :(), a estudar (sim mas pouco tempo também – malandro, não queres trabalhar) ou mesmo pessoas que ligam o computador portátil, para ver algum filme (algumas vezes também faço isto) que tenham, uma série (faço isto na maioria das vezes), jogar um jogo (muito muito raro) ou mesmo ir à net com uma dessas placas de Internet móvel que são extremamente caras para o serviço prestado – tráfego incluído (razão óbvia pela qual não tenho nenhum desses chupa-dinheiro). Para dizer a verdade nem tenho muito sorte pois neste momento a bateria do meu portátil apenas dura 30min e como já referi, a viagem é de uma hora, fica curto :D. Continuando, algumas pessoas apenas ouvem música com um leitor portátil mas aquelas que eu observo mais são as que dormem 😀

Embora sendo também uma dessas pessoas, daquelas que adormecem baloiçadas pelas curvas e contra-curvas do comboio, eu ao menos sei dos possíveis perigos que espreitam. Pobre da rapariga que ia a minha frente dormindo sem saber os riscos.

Enquanto eu achei graça, por já ter feito algumas figuras de urso do mesmo género e ser humilde ao ponto de me poder rir de mim mesmo, outra moça que estava a meu lado parecia não gostar muito da visão, talvez por não ser um rapaz a dormir (lol? :D). Enquanto o comboio avançava baloiçando como sempre, a cabeça da rapariga que dormia (leia-se vítima) abanava para um lado e para o outro chegando ao máximo que o pescoço permitia. Eu apenas pensei que quando acordasse a dor de pescoço seria grande. Pior veio depois, à medida que o sono ficava mais pesado, tal como muita gente incluindo eu, a moça começou a respirar pela boca. Ora quem faz o mesmo sabe que se dormir de boca aberta e sem ter a cabeça direita, o mais provável é babar-se todo. Direi apenas que no meio de tudo, a rapariga teve sorte, tinha casaco… 😉

Para além de ter ficado com cabelo todo despenteado, ainda outro perigo espreitava. Quem adormece nos comboios, pode não acordar a tempo de sair na estação pretendida. Se ela saiu? Não sei, Aveiro chegou antes e eu tive de sair. Mas eu já tive de saltar de um comboio que já tinha começado a andar porque tinha adormecido no comboio e acordei uns minutos antes mas isso é outra história. Tive sorte nesse dia.

Em conclusão, quando andarem de comboio, pensem no que fazem, pois pode estar alguém como eu à espreita e depois aparecem num blog! 😀

Abraço para todos…

Anúncios
Standard

One thought on “Longas viagens de comboio

  1. Marco diz:

    Este é um post com o qual me sinto bastante identificado! No ano passado vim no comboio com a minha irmã e a rapariga que estava ao meu lado adormeceu e começou a ressonar! 😀

    E a mulher da queijadinhas é que já não a vejo a montes de tempo.

    E depois há sempre a questão da bateria do portátil que também já não aguenta a viajem toda.

    Abraço

    P.S.: O texto não está tão grande quanto isso e lê-se bem 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s