Geral

Dia 10: uma confissão

Hoje é o dia da grande confissão, o último dia da lista. Não chorem, não podem ficar a saber tudo sobre mim apenas lendo o blog, é mais fácil virem conhecer-me em pessoa 😀 Prometo que não mordo, não muito pelo menos.

Para os que estavam à espera deste post há três quinze dias, não, não sou casado, nem pai de filhos ou homossexual. Por outro lado, também não sou suíço embora esteja na Suíça neste momento mas sou guloso embora isso me pareça serem factos conhecidos. Lamento não viver para realizar as vossas expectativas, vivo para atingir as minhas.

A verdade é que todos nós fazemos asneiras quando somos jovens – as chamadas cabeçadas da vida – e como referi algures neste blog, EU ASSALTEI UM BAR.

Esta é daquelas coisas que acontecem no “calor” do momento, só que neste caso, foram 3 ateados 3 fogos porque isto aconteceu 3 vezes em 3 semanas diferentes ^^ Mas lá está, quem acende 3 fogos assim é porque é mesmo muito burro ou quer mesmo ser apanhado. Aposto na primeira.

Isto aconteceu quando andava no 3º ciclo do ensino escolar obrigatório e às quintas, uma vez que tínhamos educação física há ultima hora do dia, ficávamos mais tarde na escola porque demorávamos a tomar banho tomar banho. Quando saíamos do pavilhão já a escola estava deserta ou assim nós pensávamos.

Eu falo no plural porque éramos 4 maganos neste crime organizado 😀 Num desses dias, quando fomos arrumar as coisas ao cacifo para ir para casa, um de nós encostou-se à porta do bar e esta abriu. Por uns segundos ficámos a olhar para aquilo até que entrou um, depois outro e outro e outro e enchemos os bolsos com sumos em lata e chocolates. O “calor” do momento…

Isto voltou a acontecer mais 2 vezes, cada vez levámos mais chocolates e latas. Se não estou enganado, acabámos por chamar a estas quintas-feiras as “quintas-feiras maravilha” ou algo parecido. Até que chegou a “sexta-feira negra”… Damn… Não há nenuma história com final feliz.

Na terceira ida ao “depósito”, ao sair, uma das funcionárias da escola viu a minha cara e a de outro mas deixou-nos ir sem dizer nada nem chamar muito a atenção. Tivemos no banco do jardim municipal a morfar tudo aquilo que roubámos nesse dia, antes de ir apanhar o autocarro para ir para casa. A parte mais engraçada, é que um dos 4 não gostava de chocolate. Ainda hoje me rio dessa parte.

No dia seguinte, “sexta-feira negra”, estávamos a ter teste de geografia quando uma funcionária bateu à porta, perguntou por nós os dois e levou-nos até ao presidente da escola cuja primeira frase foi algo do tipo “quero uma lista de tudo o que vocês levaram ontem, já“.

Conclusão:

  1. Como é óbvio fomos castigados. Qual o castigo? Não fomos a uma viagem de estudo nem sei onde. Passamos o dia na escola a ter aulas em que na sala estava eu, o outro “criminoso” e o respectivo professor. Ainda me lembra de ter aula de português nesse dia. Coitada da professora, não fazia a mínima ideia porque é que tinha dois alunos nesse dia. Mais tarde descobriu…
  2. Fomos envergonhados. Como? A lista de coisas que fizemos serviu para num dia, os nossos pais virem à escola, termos de ir comprar senhas para o que roubá-mos e entregar no bar para que toda a gente pudesse pensar “seus criminosos, deviam era estar atrás de grades”. Curiosamente já estávamos atrás das grades, já que a escola tinha grades verdes e não eram poucas.
  3. Nunca descobriram que eramos 4, logo os outros 2 nunca foram descobertos. Paneleiros 😛
  4. Nunca descobriram que fomos fazer 3 “levantamentos”.
  5. E na famosa lista, apenas escrevemos metade do que foi levado, no ultimo dia.

Moral da história:

Tudo o que contei aqui é verdade. Ficaram detalhes de fora para não tornar isto ainda mais secante de ler e também porque isto já foi há tanto tempo que eu honestamente não me lembro de tudo.

A verdade é que contei isto de forma engraçada mas na altura não teve graça nenhum. A verdade é que todos mandamos cabeçadas para aprender e eu mando muitas e por vezes são das grandes. Esta é sem dúvida uma das coisas da qual me rio porque era novo e estúpido mas não me orgulho nem nunca vou orgulhar de ter feito. Por isso, …

…roubem mas não sejam apanhados, façam a coisa bem.

 

Depois disto sim, já podem pensar mal de mim, mas só por isto mesmo 😀

Anúncios
Standard

10 thoughts on “Dia 10: uma confissão

  1. Puta de moral =.=” nunca um filho meu vai ler o teu blog =P
    Ah e shame on you … nunca pensei que fosses capaz de tal coisa feia >>”
    Mas fizeste-me rir haha
    FOSTE APANHADO LALALALA xD

  2. como diz a sabedoria popular: o criminoso volta sempre ao local do crime. e vocês voltaram por mais duas vezes.
    seus sem vergonha!

    ainda bem que já não partilhamos o mesmo tecto.

    AHHAAHAH

    mauro, tem um bom ano 😉

  3. cris. diz:

    Cofcof ! Duas correcções:
    – Confessão ou confissão ? Aposto na 2a.
    – Na realidade os outros dois foram descobertos após pressões embora a humilhação e castigo fosse mais branda que aos dois 1o.

    Aqui o crime não compensou !

    Ass: o outro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s