Cinema

A propósito dos cinemas III

Este é o terceiro artigo na série “A propósito dos cinemas“. Podem ler a parte um e dois no arquivo do blog.

Ao fim deste tempo todo, continuo a pensar que deveria haver uma melhor maneira de gerir estes cinemas. Claramente, não sou eu que o vou fazer, até porque não saberia por onde começar (e mesmo assim nunca se sabe :P). Mas ao menos posso mandar uns bitaites.

cinema clássico

Desta vez, a minha sugestão seria criar um site online chamado algo do género “bilhetesultimahora.com” onde seria possível comprar os bilhetes restantes para uma sessão apenas 15-30 minutos ou até menos, antes do início da mesma. Com desconto obviamente e apenas em dias mais calmos onde as salas estão praticamente vazias. Isto seria válido também para os filmes em fim de vida que estão próxima de saírem das salas.

Ah!! Bilhetes “forever alone”, isto é, aqueles bilhetes que já tem os seus vizinhos ocupados, também deviam ter desconto, toda a semana! 🙂 Já não basta o pobre ter de ir ao cinema sozinho, ainda por cima tem de levar com os prováveis casalinhos que se vão sentar ao lado.

Standard
Geral

cereja-edit

Fecha assim o capítulo final do quarteto maravilha “Max, Luna, Paco e Cereja” e tal como qualquer bom capítulo de qualquer livro, este também tinha de chegar ao fim, cheio de bons e divertidos momentos que jamais serão esquecidos.

Quanto à Cereja, cadela com mais energia não havia, chata também não, mas fica a saudade de a ver tentar comer os outros e a imagem de uma almofada branca toda peluda a correr pela casa…

Até já.

Nota
Geral, vida

Dias sem fim

Existem dias tão surreais que desejamos que não fossem reais… Dias tão estranhos que nos conseguem tirar o sono ao fim do dia…

Existem coisas tão difíceis de acreditar que gostaríamos de pensar que são mentira… Coisas  tão estranhos que nos conseguem tirar o sono ao fim do dia…

Existem tantos pensamentos acumulados, um constante gota a gota que vai enchendo um oceano… Oceano tão estranho que nos conseguem tirar o sono ao fim do dia…

Sentimentos são coisa difícil de explicar.  Sentimentos  tão estranhos que nos conseguem tirar o sono ao fim do dia… 

Standard